O prazer de fazer aquilo que gostamos | A simplicidade da cozinha vegetariana + Receita

O prazer de fazer aquilo que gostamos

É difícil descrever o prazer que me proporciona a cozinha vegetariana. Dizem que é importante gostarmos daquilo que fazemos. No meu caso, eu amo incondicionalmente o que faço. Adoro ir fazer as compras aos mercados e sentir a frescura e simplicidade dos legumes, das leguminosas, das frutas. Adoro perder-me em busca de ingredientes menos conhecidos em lojas de produtos biológicos e naturais, e imaginar o que poderei fazer com eles. Adoro chegar a casa com os meus ECO sacos carregados de coisas boas e bonitas, e arrumá-las com todo o cuidado que elas precisam (e merecem). 

Adoro o momento de cozinhar essas mesmas coisas boas e bonitas, seja apenas para mim ou para vocês, e transformá-las em pratos ainda mais bonitos. Adoro aquelas horas à noitinha e de manhã muito cedo que dedico à pesquisa de novas ideias e inspirações. Adoro cada livro que compro ou que me oferecem, que esteja de algum modo relacionado com cozinha. Adoro escrever para vocês. Adoro todas as mensagens que vocês me escrevem. Adoro o vosso feedback sobre aquilo que cozinho para vocês. Adoro carregar o carro com tudo aquilo que faço com muito amor e levar até à vossa porta. Adoro conhecer-vos. E adoro perceber que vos inspiro de alguma forma a tornarem a vossa vida mais saudável, mais simples, mais feliz. Sim, adoro aquilo que faço. 


A simplicidade da cozinha vegetariana

Uma das coisas que mais gosto e me dá prazer é a simplicidade...os pequenos detalhes escondidos... A alimentação que faço proporciona-me isto a toda a hora...

É verdade que gosto de desafios. É verdade que gosto de inovar na cozinha. É verdade que gosto de fazer pratos demorados e com um sem número de passos para seguir. Mas também é verdade que gosto daquelas refeições simples, que se fazem em pouco mais de cinco minutos, mas que nos satisfazem por largas horas. 

A receita de hoje é assim...Simples, bonita e com vida. Porque a beleza está na simplicidade das pequenas coisas. O segredo está na escolha dos ingredientes, no optar pelos biológicos em vez dos convencionais, e principalmente no carinho com que os preparamos. 

Fiz este prato há dois dias atrás. Cheguei a casa à hora do almoço, não tinha nada preparado e não podia perder muito tempo, porque a tarde avizinhava-se longa. Abri o frigorífico, perdi dois minutos a olhar para o que lá tinha, e comecei a escolher. Fiz a minha escolha com base na cor e no tipo de alimento. Escolhi uma leguminosa (essencial) e três cores diferentes. Estava assim completa a minha necessidade nutricional. Dez minutos depois (cinco para preparar e cinco para cozinhar) tinha o meu almoço simples, bonito e com vida! E bem que me soube pela vida!

Nota: Sobrou um bocadinho, que guardei e reaproveitei no prato que fiz para o jantar.


Almoço Simples, Bonito e com Vida!
Sem glúten
(Serve 1 pessoa)
Tempo de preparação: 10 minutos


Ingredientes
1 Cebola, fatiada
Um fio de Azeite Extra Virgem
1/4 Pimento Verde, fatiado
1 Alho Francês, fatiado
3 Cogumelos Shiitake grandes, fatiados 
1/2 dúzia de Ervilhas de Quebrar, cortadas a meio
1/2 Courgette, cortada em generosos pedaços
2 Tomates maduros, cortados em generosos pedaços
Uma pitada de Sal Marinho biológico com ervas aromáticas
Pimenta Branca a gosto, moída na hora


Preparação:

Lave e corte todos os ingredientes. Numa frigideira larga, aqueça um fio de azeite, junte a cebola fatiada e aloure.

Junte o pimento e refogue um pouco.

Junte ao mesmo tempo o alho francês, os cogumelos, as ervilhas de quebrar e a courgette. Tempere com o sal marinho e a pimenta branca e deixe cozinhar uns minutos, até todos os ingredientes estarem macios.

Por último, junte o tomate e cozinhe por mais um minuto.

Desligue o lume e sirva de imediato.

3 comentários:

  1. mesmo não sendo vegetariana... o que me identifico com o que escreveste!! ;)

    ResponderEliminar
  2. Gosto muito de fazer salteados de legumes com esse, sabe-me sempre bem. No ano passado, tive ervilhas de quebrar na minha horta, ficariam bem assim. Quando tiver este ano, vou seguir esta receita :) Cá por casa, tenho sempre que acompanhar com carne ou peixe, mas opto pela versão grelhada, para manter um pouco mais saudável.
    Boa semana!

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário